terça-feira, 2 de fevereiro de 2010




Seres mágicos mais legais dos desenhos



Glomer (Punky a Levada da Breca)

Um belo dia Punky estava passeando com sua bike quando encontra o fim do arco-íris.
Mais do que depressa a garota desce correndo de sua Caloi Ceci e corre em direção ao arco-íris, provavelmente na esperança de encontrar o pote de ouro dos leprechauns e dizer adeus aos dias tristes como uma pobre órfã, comprar um apartamento, assinar TV à cabo e comprar todo leite com chocolate que puder tomar.
Infelizmente para Punky, o final do arco-íris não guardava um tesouro, e sim uma pequena cidade mágica chamada Chandao, lar de seres pequenos e felpudos.
Enquanto a menininha estava lá, bestificada com a paisagem eis que um dos pequeninos seres simpatiza com ela e acaba atravessando o arco-íris e vindo parar em nosso mundo.
Adotado pela ex-orfã, o pequeno Glomer passa a série toda aprontando com os seus truques mágicos, implicando com o mascote da garota, o cão Brendon e tentando achar o caminho através do arco-íris de volta para Chandao.


Por que ele é legal?


Se você assistir à abertura do desenho verá o Glomer limpando a bagunça do quarto da Punky com um passe de mágica e só isso já constitui motivo suficiente, mas, além disso, ele é felpudo, macio, faz magia mexendo as orelhas, possui um bem cultivado cavanhaque e sotaque irlandês.
Peraí...vocês sacaram essa parte? Ele é barbudo, habita o final do arco-íris e tem sotaque irlandês.
Ele é uma porra de uma fusão entre um leprechaun e um ursinho carinhoso!
Se isso não faz dele um serzinho mágico e “cool”, eu nem sei mais que mundo é esse.

Mushu (Mulan)


Ele é um espírito enviado pelos ancestrais de Mulan para ajudá-la em sua farsa de entrar para o exército chinês no lugar de seu já velho e debilitado pai.
Mushu guia Mulan – agora chamado (a) Ping – em sua incursão pela China para deter Shan-Yu e salvar o imperador.




Por que é legal?


Ora essa... Porque ele é um dragão! Lagarto não! Ele não fica mostrando a lingüinha...
Ele também é bem humorado, sarcástico e tem as melhores tiradas do desenho.
Mushu sofre de uma rara dislexia que o impede de diferenciar um cavalo de uma vaca, não se sabe ainda se essa deficiência causa confusão entre outros elementos do grupo dos quadrúpedes.
Mushu foi grande responsável pela destruição de Shan-Yu quando detonou os fogos na festa do Imperador.
E ele não se cansa de salvar o mundo e aparece também em Kingdom Hearts 2, jogo lançado para PS2 em uma junção da Disney e da Square. No jogo o pequeno réptil mitológico aparece como um dos summons do protagonista Sora e causa muita dor de cabeça para a organização XIII e para Malévola. Ela mesmo, a bruxa da Bela Adormecida.
Mushu recebe a voz de Ed Murphy na versão gringa e a voz de Mário Jorge em terras brazucas e ainda recebe lugar de honra em nossa lista.


video

Gênio (Aladin)


Esquecida na caverna das Maravilhas sob a areia escaldante do deserto de Agrabah estava a lâmpada encontrada por Aladin que por ser esfregada liberou a criatura mais ensandecida e hiperativa da história (não é o Naruto).
O gênio garante três desejos exceto trazer pessoas de volta à vida e fazer pessoas se apaixonarem.
Ele passa a aventurar-se ao lado de Al, Abu, Jasmine e Raja tentando destruir a ambição do feiticeiro e vizir Jafar.



Por que é legal?

Ele é azul, bonachão, grandalhão e dá seu recado sempre com uma musiquinha e muitos efeitos especiais.
Ele é dublado por Robin Willians (aquele que disse que no Brasil só tem droga e puta) e até se parece com o ator, o que é característica dos estúdios Disney que criam personagens com as feições dos dubladores.
Ele tem poder infinito e ainda é modesto e simpático e cuida de Aladin como um irmão mais velho (séculos mais velho).
Ele ainda engrossa o cast de Kingdom Hearts e também se coloca a lutar ao lado de Sora.
E além do mais o grande motivo para termos o gênio na lista, é que você nunca teve amigo assim!


Mokona (Guerreiras Mágicas de Rayearth)




Mokona é um dos personagens mais reaproveitado da história dos animes.
Veja bem: Ele participa originalmente do anime Guerreiras Mágicas de Rayearth, onde servia de elo entre o Guru Cleff e o trio de heroínas. Encontramos Mokona também no Xxx Holic, onde o mesmo surge nas versões preto e o original branquinho, e ainda temos ele no Tsubasa Reservoi Chronicles que é, na minha opinião, a maior prova de preguiça em criar personagens por parte da Clamp e uma prova ainda maior de que as “otakas” engolem qualquer coisa que tenha a Sakura e qualquer trama homossexual entre os personagens – homens – principais.




Por que é legal?

Por incrível que pareça a porcariazinha é um Deus. Pois é, eu também não acreditei de primeira, mas é verdade.
A jóia em sua cabeça tem mais utilidade do que um canivete suíço, o KITT e o McGyver juntos. Ela serve desde transmitir mensagens, conjurar armas e criar portais dimensionais.
Sua aparência também é um show à parte. É como se um cientista Pokémon de mente doentia tivesse encontrado uma maneira de cruzar um Jigglypuff e uma cocada.
Da mistura teria saído Mokona, que de brinde ganhou o olhar “enigmático” do Brock e, acreditem, de tudo isso e de só dizer “Puuh” ele ainda consegue ser ultra carismático. É ou não é hein Deus?





video


Mewtwo(Pokémon)



Certa feita exploradores Pokémons encontraram uma antiga tabuleta contendo o DNA de Mew, um Pokémon lendário e há muito considerado extinto.
O DNA foi sintetizado em laboratório e “aditivado” para criar o Pokémon perfeito. Dessa mistura de mística com engenharia genética e tecnologia de ponta saiu Mewtwo: o Pokémon mais poderoso dentre os 150 (da série original).
Mewtwo é treinado como uma arma suprema de combate, porém, certo dia ele se dá conta de que foi criado em laboratório e foge, aterrissando em uma ilha desabitada onde constói um complexo gigantesco e começa a atrair pokémons do mundo todo, com a intenção de acabar com o controle humano sobre seus semelhantes.



Por que é legal?

Mewtwo é um Pokémon humanóide do tipo psíquico e com poderes que beiram a imbecilidade de tão fodas que são.
Ele se comunica mentalmente com humanos e todos os Pokémon e faz isso com um discurso elaborado e polido, uma baita novidade naquela época quando estávamos acostumados com os Pokémons repetindo sílabas de seu próprio nome como se fossem altistas.
Mewtwo também faz o típico personagem que é mal por ignorância e depois vira-se para o lado do bem e sai feliz em direção ao por do sol dourado.
Ele também era um “Bad ass” nos primeiros jogos do Pokémon pra Game Boy e capturá-lo era privilégio de poucos com níveis burlescos de testosterona.
Pena que nunca mais ouviu-se falar dele no Pokémon novamente, mas nós o eternizamos aqui.





Kero/Kerberos (Sakura Card Captors)


É o guardião do lacre do Livro Clow e tem o Sol como seu astro regente e forma de leão. Quando Sakura abriu o livro e fez com que as cartas voassem por toda Thomoeda, Kero – apelidado assim pela garota – teve seu poder reduzido, mudando então de sua forma original, e virando uma espécie de bichinho de pelúcia, o que ajuda bastante na hora de se disfarçar para que sua identidade não seja descoberta. Passa quase toda a série com sua forma fofinha, só se transformando quando Sakura captura as cartas Fogo e Terra, que são suas cartas regentes. Sua função é ajudar a Sakura a capturar todas as cartas Clow, e ensiná-la sobre o funcionamento de cada uma.




Por que é legal?


Ele é fofinho e voa. Ponto pra ele! Além disso as frases mais engraçadas do anime são proferidas pela boca sem travas de Kero (inclusive suas brigas com Shaoran são os pontos altos da série). Apesar de sua aparência frágil ele é determinado, convencido e corajoso. É viciado em doces e em vídeo-games. Quem o vê jogando o game de luta (no qual ele sempre controla uma personagem que lembra Sailor Moon) e dizendo destemperos quando é derrotado se espanta. Mesmo assim o que mais nos cativa é sua forma super fofinha e seu cuidado e empenho com a pequena Sakura e com a captura das cartas Clow.



video


Gorpo (He-Man)



Gorpo é um ser mágico que vive na corte de Etérnia como bobo da corte, entretendo o casal real com suas mágicas furadas.
Ele é um dos três únicos que conhecem o segredo do príncipe e sabe que o loirinho playboy, que veste rosa, na verdade é o forte e bronzeado He-Man e ajuda seu amigo a proteger os segredos de Grayskull do temível exército de mutantes do Esqueleto.




Por que ele é legal?
Ele é o alívio cômico do desenho, suas piadas só não são mais infames que suas mágicas, porém é dono de um enorme coração e bondade sem limites.
Não tem como não ver o Gorpo e não lembrar de Presto, o mago estabanado de Caverna do Dragão. Da mesma forma fica impossível não associar seu visual ao do Vivi, mago que ficou famoso com o jogo Final Fantasy IX.
Ah! Se você assim como eu se perguntou a vida toda o porquê ele tem um “O” estampado na roupa se o nome começa com “G” então lá vai a resposta:
O nome dele no original é Orko! Mais legal do que mágico, Gorpo figura com destaque em nossa lista.


video



Salém (A Bruxinha Sabrina)

O gatinho que vive aprontando todas ao lado de Sabrina na verdade é um bruxo secular que foi transformado no felino como reprimenda por seu mal comportamento.
Ele vive com as tias de Sabrina e garante à jovem que era um bruxo pra lá de bonitão e ainda vive na esperança de um dia voltar ao que era.

Por que é legal?

Salém pode ser considerado a babá mais incompetente da história. Toda vez que Sabrina surge com um problema ele sugere uma solução mágica, mesmo sabendo que essa medida é terminativamente proibida por suas tias.
A parte mais legal é que os feitiços sempre fogem do controle e acabam em pandemônio, é aí que Salém dá uma de “comigo não morreu” e mostra o quanto é cínico e dissimulado.
E se não fosse que graça teria, não é mesmo?



video



Padrinhos Mágicos (Padrinhos Mágicos)



Cosmo e Wanda foram as fadas designadas para apadrinhar o garotinho Timmy Turner.
Timmy passa por milhares de perrengues como lidar com sua babá demoníaca Vicky e seus pais hã...excêntricos!
As fadas passam a morar em um aquário no criado mudo de Timmy e usam o disfarce de peixinhos dourados.
O garotinho do boné rosa agora tem novas responsabilidades como nunca revelar sobre seus padrinhos mágicos para ninguém, caso contrário perde o direito sobre eles. Ele continua lidando com a tirania de Vicky e agora também com seu professor/tirano/caçador de fadas Crocker.




Por que são legais?

Primeiro porque esse desenho me lembra muito o “Perdido nas Estrelas”, desenho em que Macaulay Culkin tinha uma luva de beisebol que realizava seus desejos.
Geralmente os desejos desencadeavam situações que fugiam do controle do garoto e terminava em pataquada.
O desenho dos Padrinhos seque basicamente a mesma temática de que temos que conquistar as coisas por nós mesmos e por nosso esforço, e o que vem fácil vai fácil.
Claro que eles fazem isso de forma muito mais cômica, com efeitos exagerados e consequências surreais.
A personalidade de Cosmo e Wanda são o máximo: Ele é um acéfalo, debilóide ao extremo. Wanda é o cérebro, porém faz as vezes de mulher emancipada e manipuladora.
Some isso ao fato de Cosmo ser dublado por Guilherme Briggs – a mesma voz de Kronk, Babão e Jhonny Bravo – e temos um evolvente desenho que vicia num passe de mágica.





Cavalo de Fogo (Cavalo de Fogo)


No reino de Dar-Shan a rainha morreu ao dar a luz a uma linda menininha. Antes de morrer a Rainha confiou a tutela da jovem princesa ao seu fiel servo: o Cavalo de Fogo.
O corcel negro então disparou por um portal e deixou a pequena Sarah aos cuidados de um fazendeiro para protegê-la das investidas de Diabolin que, junto de seus capangas tramava tomar o trono.
Quando Sarah tornou-se uma adolescente, Cavalo de Fogo retornou e disse à ela que um dia a Raiiiiiiinha ela seria, se com a maldade pudesse acabar.


Por que é legal?

Além da voz sexy e do fato de ser um cavalo falante não tem mais nada, e nem precisaria.
Na real, Cavalo de Fogo era um personagem bem completo e foi muito marcante para todos que assistiram, tanto que ele se tornou ícone e um verdadeiro Deus para todos os oitentistas, assim como eu.