quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Coca - Cola + Final Fantasy

Oiê!!! :D
Nossa! Minha primeira vez postando aqui, que emoção!
Bom gente, eu sou a Camila, a parceira de postagem do DK, e a partir de hoje, vou aparecer muito por aqui huhuhuhu!

O post de hoje, é sobre uma parceria um tanto quanto....inusitada.

O vídeo é de um comercial da Coca-Cola, feita em computação gráfica com os personagens do Final Fantasy IX, e ficou muito fofo!
Sem contar que, fala sério, quer publicidade melhor do que fazer com que o Zidane, o Vivi, a Garnet, e os outros personagens tomem do seu produto? Até eu que não suporto Coca comprava depois dessa! Huahuahuahuahua!!
O comercial foi produzido no ano 2000, e mostra os personagens correndo atrás de uma tampinha mágica. Infelizmente não tenho mais dados sobre o comercial, o que eu sei é que ele não passou no Brasil em momento algum [uma pena ^^"]

video

Por hoje é só povo! Volto depois com mais coisinhas! *-*

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Animado

O animado de hoje é made in japan. Vamos falar sobre um desenho que já esteve nas telinhas da pátria amada primeiro pela extinta (e muito saudosa) Rede Manchete de televisão e depois foi transmitido (sem o mesmo charme) pelo Cartoon Network.

O desenho que trago para vocês hoje narra a espetacular saga de um bad boy de 14 anos que morre salvando uma criança, logo depois é "convidado" a ressucitar.
Depois de revivido, o jovem se torna um agente a serviço do mundo espirutual, caçando toda sorte de demônios, diabretes e diabões que se infiltram em nosso pobe planeta.


Ah garotada esperta! Já sacaram que eu estou falando do:



YUYU HAKUSHO!!!!


Cambada de otakus! Nem me deixaram terminar de falar!!!
Pois como ia dizendo... YuYu Hakusho marcou época quando foi exibido na Rede Manchete em 1997. Acompanhando a enxurrada de desenhos japoneses que aportavam por aqui no vácuo de Cavaleiros do Zodíaco e faziam a cabeça da criançada na época.
O desenho é baseado no mangá homônimo, escrito por Yoshihiro Togashi e publicado no Japão de 1990 até 1994 em 19 volumes. O mangá também foi trazido para cá onde foi publicado pela JBC entre 2002 e 2004 (totalizando 38 volumes).


No post de hoje, porém, vamos nos focar na série animada que, em minha singela opinião, é uma das melhores que já aportaram por aqui.
É legal deixar claro também que me refiro ao valor da série na época em que foi exibida pela primeira vez no Brasil, uma época em que tanto a internet quanto os downloads e dvd´s ainda eram coisas a frente do nosso tempo e da nossa realidade e ao contrário de hoje, quando nos fartamos com downloads de séries em áudio original, legendadas e com um infinito leque de títulos, na época tinhamos apenas a

televisão (leia Manchete) como divulgadora desse tipo de animação e estávamos alheios ao resto do mundo conhecendo essas séries apenas através da televisão e da infinidade de revistas especializadas da época (alguém aí pensou na "Herói Gold").

Bom, dito isso voltemos a falar do desenho.
Yusuke Urameshi era um garoto de 14 anos, brigento, matador de aula, mal-educado e mal-encarado, sempre brigando com Keiko, a garota certinha da sua sala, monitora da classe e toda cheia de ordens, Yusuke levava a vida dedicando-se a enfrentar as gangues das escolas rivais no braço e fazer valer a lei do mais forte.
Na época um péssimo exemplo (hoje com certeza seria censurado se passasse) Yusuke ainda fumava, bebia e possivelmente tomava dinheiro de seus desafortunados inimigos.
Com todo esse curriculo ninguém poderia imaginar que Yusuke morreria para salvar a vida de um garotinho prestes a ser atropelado. Essa boa ação muda todo o rumo da história e Urameshi que estava condenado a arder nas profundezas do inferno, de repente se torna uma alma merecedora do céu.
O céu no caso está lotado e consta na agenda da simpática Botan (uma garota que voa em um remo e é responsável por fazer a travessia das almas) que Yusuke não deveria ter morrido, na verdade eles não estavam preparados para recebê-lo uma vez que nem mesmo o pessoal do mundo espiritual imaginaria que tamanho troglodita se sacrificaria por uma criança.


É então dado a Yusuke a oportunidade de se redimir de suas ações e voltar ao mundo dos vivos. Para isso ele recebe um ovo que se alimentará da virtude de suas ações. Caso ele realize boas ações do ovo nascerá um ser benigno, caso ele realize ações ruins nascerá um monstro que prontamente lhe devorará!
Ele então começa a ajudar alguns espíritos a fazer a travessia e com isso vai somando pontos. Sempre monitorado e aconselhado por Botan, Yusuke rapidamente vai abrindo caminho de volta ao mundo dos vivos.
Após a sua ressureição ele é contatado por Koenma, filho de Enma - Daio que substitui seu pai no comando do mundo dos espíritos. A partir daí Yusuke se torna detetive espiritual a serviço do outro mundo.
Durante suas missões como detetive espiritual, Yusuke desmascara organizações que envolvem cooperação de demônios e humanos, recupera objetos mágicos roubados do mundo espiritual e trazidos para a Terra e forma estranhas alianças com Youkais (demônios) poderozíssimos.
É o caso de Kurama e Hiei que passam a integrar a equipe e lutar ao lado de Yusuke.




Kurama é a reencarnação da raposa de nove caudas do Maakai (algo como o mundo das travas, ou inferno). Quando estava em sua forma de raposa ele foi ferido por um caçador e veio para o mundo dos homens onde reencarnou como bebê e recebeu o nome de Shuichi Minamino.
Kurama é doce e gentil e ama a raça humana, aprendeu a amar com sua mãe e só rouba os objetos mágicos com o
intuito de salvá-la de uma grave doença. Ele é capaz de manipular vegetais tornando-os armas extremamente letais, seu golpe mais utilizado é o Rose Whip onde ele transforma uma rosa em um chicote de espinhos capaz de cortar até as rochas mais resistentes.
A aparência afável de Kurama, porém, esconde a personalidade diabólica da raposa de nove caudas (pelo amor de Deus, pare de pensar no Naruto, você acha que eu já não percebi?) e essa personalidade vem à tona quando ele assume a forma de Kurama Youko e se torna um assassino frio e implacável.
Já Hiei é um Yokai sanguinário e maligno que aceita trabalhar ao lado de Yusuke como alternativa a ser preso no mundo espiritual. Ele possui um terceiro olho, o Jagan, que implantou como artifício para ajudar a encontrar sua irmã perdida, Yukina.
Conforme a série vai se desenrolando Hiei torna-se grande amigo de Yusuke e peça vital para o sucesso das missões do grupo. Baixinho, invocado, sarcástico e misterioso ele é capaz de atingir uma velocidade absurda e disparar 16 golpes de espada em apenas um segundo, também consegue controlar as temíveis chamas negras do inferno, que utiliza como último recurso, dado o desgaste que resulta em manipular tal poder.


Durante suas primeiras aventuras Yusuke é levado para treinar com a mestra Genkai, uma velha conhecida no mundo espiritual como a humana mais poderosa. Ele e seu "amigo" Kazuma Kwabara vão ao encontro da velha mestra e participam de um processo seletivo para se tornarem aprediz. No final Yusuke é o vencedor e sucessor da técnica Leiko Hadouken e de quebra aprisiona Lando, um Yokai que mata grandes mestres e rouba suas técnicas.
Yusuke ainda esbarra com os irmãos Toguro, guardas-costa de um milionário que mantém a irmã de Hiei como refém, depois da batalha que se segue Yusuke e seus amigos são obrigados por Toguro a participar do "Torneio das Trevas" que se realiará dali seis meses.
Então ele, Kwabara, Hiei, Kurama e Genkai (sob a alcunha de Guerreira Mascarada) vão para o mundo das trevas para vencer o torneio e destruir de vez os irmãos que atacam no mundo dos humanos.
Esse é o começo da história desse desenho que acabou se tornando um dos mais queridos no coração dos fãs brasileiros.
Para mim, particularmente, Yu Yu Hakusho trouxe inovações e personagens que iam na contra mão das outras obras de animação japonesa que passavam por aqui.




Em primeiro lugar nesse desenho o personagem principal não é um viadão.
É isso mesmo que você leu cidadão... O Yusuke é "cabra homi" e ele "mata até o delegado se ele fô abusivu".
Ao contrário de Cavaleiros do Zodíaco, por exemplo em que o Seya passa grande parte do tempo gemendo e chorando, o que me levou a pensar que ele tem alguma DST incurável ou apenas sofre de uma hemorróida que se inflama com facilidade,Yusuke bate primeiro e pergunta depois. E eu digo mais, ao contrário da maioria da comunidade de heróis japoneses que tem sua primeira experiência (e as vezes todas) sexual com alguém do mesmo sexo o Urameshi cai matando!
Me lembro claramente de um episódio em que ele ergue a saia da Keiko só pra ver a cor da calcinha da moçoila!!!!
Lembro também de outro episódio, quando eles invadem a mansão do contrabandista para salvar Yukina e ele enfrenta um Youkai travestido de mulher e arrebenta o cara. Questionado por Kwabara em "como teve coragem de bater tão forte em uma mulher" Yusuke responde que sabia que não era uma mulher pois no início da luta havia apertado os peitos e a parte íntima do inimigo para certificar-se de que a "coisa" era macho.
Kwabara então, mais indiginado ainda faz a pergunta que todos nós pensávamos em fazer "Mas e se fosse realmente uma mulher?". Ao que nosso herói responde sem contrangimento "Aí eu ia pra galera".
Caramba! Que pegador!!!

Outro detalhe. Aqui o amor acontece!
Sim meu caro leitor, no final das contas o Yusuke larga umas bitocas na Keiko, Kazuma se declara pra Yukina e por aí vai...
Ao contrário dos Cavaleiros do Zodíaco onde o pintudo do Seya dispõe de Saori, Shina e a Mino do Orfanato e acaba no empate sem gols... Mais uma vez ponto pro Yusuke.
As lutas são eletrizantes, os caras trocam socos, pontapés, cabeçadas, no melhor estilo briga de rua, acho que o único desenho com combates corpo a corpo tão intensos depois do Yu Yu é o Dragon Ball só que aqui os personagens não voam e não precisam de 3 semanas filler pra fazer um golpe. Falando nisso, outra coisa marcante no desenho é a velocidade do desenrolar dos fatos, todos os episódios contribuem para a série e não vemos enrolação, as lutas em sua maioria são curtas, com pouco diálogo e muitos golpes. Depois da primeira fase o desenho começa a girar em torno dos torneios das trevas e a pancadaria come solta.

Neste desenho eles realmente GOSTAM de brigar, de medir forças e de se superarem, mais uma vez uma semelhança com Dragon Ball, onde quanto mais forte o inimigo maior o tesão do Goku.
É divertido pacas. O desenho não fica envolto num tramalhão digno de Televisa e Talia, eles fazem tiradas o tempo todo, Yusuke volta e meia inventa frases de efeito. A dublagem fez um trabalho muito copetente e usou vários jargões que estavam famosos na época e os fizeram serem proferidos por Yusuke e sua turma, o mesmo trabalho vimos na tradução e edição do mangá. É antológico ver Yusuke subindo no ringue e soltando um "Ah! Eu tô maluco!!" e quão cômigo é ouví-lo dizendo "Para o mundo que eu quero descer. Para o bonde que Inês caiu!"
Bom, esses são alguns dos motivos para assistir Yu Yu Hakusho, um desenho incrivelmente bem feito e que foge da maioria dos esterótipos dos personagens japoneses.
Semana que vem eu falo um pouco mais do desenho e comento sobre os jogos da série!
Fiquem agora com um vídeo da primeira abertura do Yu Yu!

Grande abraço e até o nosso próximo post!!!


segunda-feira, 25 de maio de 2009

Lembra Desse??

E aê pessoal?
Bom, deixa eu me apresetar.
Meu nome é Diego Henrique e sou formado em Letras. Trabalhei com jornalismo na área de cultura por um curto período de tempo, coisas que sempre me fascinou.
Sou o tipo que gosta de leitura, desenhos animados, jogos de videogames, musica e gosto de entender as tedências de tudo que acontece por esse mundão a fora.
Eu publico o blog "Boca do Inferno" com um grande amigo de faculdade, igualmente professor e também aventureiro na área do Jornalismo. Ninguém menos do que Willian Brasil, que assina sob a alcunha de "Chatô Brasil".
No entanto o Pop Hitz traz uma idéia completamente diferente. Aqui eu e minha irmã Caamila Chan dividiremos um pouco de cultura com vocês. Trataremos com batante bom humor de assuntos como TV, Cinema, Leitura, Games e nostalgia.
Todo dia uma nova editoria e uma postagem leve e agradável com o intuito de ajudar vocês a decidirem sobre jogar ou não um game, ler ou não um livro, ou apenas recordar séries de infância ou trocar informações e curiosidades.

A coluna que trago para vocês hoje é a "Lembra desse??". Aqui vamos tratar um pouco da nostalgia de um tempo em que a televisão era maior do que o Big Brother Brasil e também uma época em que as crianças podiam ser educadas com a ajuda dessa incrível "babá eletrônia", sem medo de linguagem inapropriada ou cenas picantes do "Vale a Pena Ver de Novo" em plenas 15:00.

A lembrança que eu trago até vocês nessa segunda feira é de um seriado que me marcou muito. Exibido pela Tv Cultura, mais precisamente pelo programa Glub Glub, A Rua dos Pombos é o desenho do qual falaremos hoje.
"A Rua dos Pombos" traz uma historinha bem inocente que mostra a vida em sociedade em uma rua com vários personagens e onde cada um deles tem uma personalidade marcante com todos os seus trejeitos, profissão, etc.
O seriado foi produzido pela televisão britânica em 1981, foram produzidos 13 episódios que foram exibidos lá fora pelos canais BBC1 e BBC2, as historinhas tinham 10 minutos de duração e abordavam vários temas leves, todos com alguma pequena lição. Coisas do tipo "não mentir" ou "respeitar as diferenças" eram temas recorrentes nos episódios.
Uma das coisas mais cativantes do desenho é que todos os personagens tinham uma musiquinha diferente. Existiam as gêmeas Molly e Polly que traziam suas iniciais em vermelho para identificarmos cada uma delas, o Sr. Baskerville, nome claramente inspirado no livro "O cão dos Baskerville", que fazia o tipo Sherlock Holmes, com boina e lupa e também o Veterinário, Tio Macadoo.
Esse aê eu lembro claramente... Ele tinha um bigode e eu vivo cantarolando a musiquinha dele... De longe a mais fofinha!
Ela era assim:


"Macadoo, tem um boi zebu que faz moo
tem peru que faz glu glu glu
tem pato, tem pirarucu
e um gato - o.
Tio Macadoo ama os animais!
pode confiar que ele é demais...
Então não esquece e anota em seu diário
ele é o melhor
VETERINÁRIO!"
Bem, mas vocês não vieram até aqui para me ouvir cantar, creio eu...
Então vamos ao video. Desejo boas lembranças a todos!




Esse foi o primeiro post de muitos vindouros! Agradeço de antemão aos visitantes que surgirem por aqui!!!